NOVOS ARES EM HABITAÇÕES DE INTERESSE SOCIAL

Sem dúvida alguma, os projetos premiados no concurso “Habitação para Todos” representam um alento para quem se preocupa em como resolver com qualidade (e dignidade) o grande déficit habitacional brasileiro. O concurso promovido pela CDHU – Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano do Estado de São Paulo e organizado pelo IAB-SP traz novos ares para quem observa de forma mais atenta o que se está pensando em termos de habitação de interesse social, servindo como um panorama de idéias coletivas dos mais diversos rincões do país.

A avaliação dos trabalhos considerou os critérios técnicos constantes no edital, como a implantação do terreno, o programa de necessidades específico, legislação de edificação e normas gerais, acessibilidade, a contribuição técnica construtiva, o conforto ambiental e a habitabilidade, qualidades urbanas do projeto arquitetônico, a sustentabilidade, além do custo da obra conforme parâmetros definidos pela própria CDHU.

Com a participação de 61 equipes de vários estados brasileiros, o concurso dividiu-se em seis grupos tipológicos: casas térreas, casas escalonadas, sobrados, edifícios de três pavimentos, edifícios de quatro pavimentos e, por último, edifícios de 6 e 7 pavimentos. Apesar da abrangência da amostragem apresentada, a quantidade de informações e o grande número de pranchas solicitadas talvez tenham desistimulado uma maior participação no evento. Entretanto, é certo que se compreenda que os tempos do “arquiteto-faz-tudo” já passaram, e hoje em dia tem-se que pensar em trabalhos colaborativos e multidisciplinares, de forma a atender satisfatoriamente aos requisitos programáticos propostos…

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>