A ENERGIA SUBIU NO TELHADO

Imagem © RES Group Company

Imagem © RES Group Company

Imagem © RES Group Company

Imagem © RES Group Company

Sempre que se pensa na aplicação de painéis fotovoltaicos para produção local de energia, há dois fatores que aparecem: o custo e a estética. Se para o alto custo ainda não se encontra uma alternativa viável, a Heritage Solar Slate ataca a segunda parte do problema com a sua inovadora telha solar, projetada para que se pareçam com as tradicionais telhas de ardósia. As ardósias fotovoltaicas fornecem uma alternativa elegante comparadas aos painéis-padrão. São totalmente à prova de intempéries e perfeitas para o uso em prédios históricos nas áreas de preservação. Espera-se que os painéis de ardósia permitem que grupos como o National Trust reduzam a “pegada de carbono” dos prédios históricos e de suas atrações.

O interessante nestas ardósias é que elas não apresentam partes móveis e quase não exigem manutenção. São projetadas para se misturar com as telhas tradicionais (conforme as imagens comprovam), o que lhes permite atender as normas e regulamentações mesmo em áreas de preservação histórica, onde intervenções são sempre consideradas críticas. O melhor de tudo, estes painéis podem ser facilmente instalados graças a um sistema de “ajuste e esqueça” (do inglês fit-and-forget), que não requer nenhum treinamento especializado para a sua instalação. 340 painéis foram empregados em Snowdonia National Park – norte do País de Gales, em uma tradicional casa com mais de 200 anos chamada Y Stabal, meticulosamente revitalizada e convertida em casa de veraneio (para locação por temporada). Os sistemas de aquecimento no piso da casa é alimentados por bombas de calor de origem termal, que geram sua eletricidade através da utilização destas telhas solares, produzindo energia suficiente para retornar um excedente para a rede pública.

Esta vantagem adicional que o sistema proposto e implementado pela Heritage Solar Slates qualifica a construção no plano tarifário feed-in, que incentiva projetos energéticos com uso de fontes renováveis em todo o Reino Unido. Em essência, as tarifas deste tipo são pagamentos feitos pelas concessionárias para edificações que geram sua própria energia. O objetivo é aumentar o índice de produção de energia de fontes renováveis para 20% da matriz energética até o ano de 2020.

A responsável pelo empreendimento é a RES (Renewable Energy Company), uma das líderes mundiais em desenvolvimento de projetos de energias renováveis. A empresa atua no campo da energia solar em grande escala, a biomassa, eólica – em terra e no mar (onshore e offshore), por ondas ou marés, bem como a produção de energia no local das construções (on site). Através de sua filial PV Systems, foi executada a implementação do sistema de produção de energia solar na casa Y Stabal. Esta subsidiária já projetou e instalou mais de 1000 sistemas elétricos, tanto no Reino Unido quanto no restante da Europa, fornecendo aos seus clientes um pacote integrado de painéis fotovoltaicos, desde a concepção e consulta até a instalação e monitoramento de desempenho.