CURITIBA NO GREEN MAP

green-map-logo1

O marketing urbano de Curitiba continua funcionando maravilhosamente…

A cidade fará parte de um sistema on-line chamado Green Map®, que promove a participação inclusiva no desenvolvimwnto comunitário sustentável em todo o mundo, e faz uso do mapeamento como forma de divulgação. Daí a frase: “Pense glogal, mapeie local!” A intenção deste projeto é ajudar a cidade na promoção de sua riqueza natural.

O “Mapa Verde” faz uso de uma tecnologia já utilizada pelo Google Map, apresentando ícones da sustentabilidade reconhecidos internacionalmente através da inserção do conhecimento local: qualquer pessoa pode ser um agente de introdução e difusão destas informações. Esta é uma das atividades abertas à comunidade na I Jornada de Gestão de Informação, que está acontecendo desde o dia 25 de julho, estendendo-se até o dia 2 de agosto, no Espaço de Exposição do Museu Botânico Municipal em Curitiba. Este evento contempla as festividades pelos dez anos do curso de graduação em Gestão da Informação da UFPR.

O grande lance do projeto é o caráter aberto com que se apresenta. Qualquer pessoa é relevante no processo e, segundo a Professora Dra Maria do Carmo Duarte Freitas, “Com a adesão de Curitiba ao Green Map, conseguiremos unir, em uma única ação, uma grande diversidade de informações, uma causa nobre e a tecnologia da informação. Tudo isso em um sistema universal de comunicação de características que tornam Curitiba um marco global em sustentabilidade”.

Criado por uma ONG americana em 1995, o “Mapa Verde” existe em 550 cidades de 55 países, comprometendo-se com o engajamento das comunidades e pessoas na construção de um futuro sustentável. Estes mapas abertos e em constante construção mostram o compartilhamento de diversas percepções de um mesmo lugar, com apontamentos sobre os mais diversos tópicos: economia verde, tecnologia, design, riscos, terra e água, flora e fauna, características culturais, informações, serviços, etc…

Quer saber um pouco mais como isto está acontecendo? Dê uma olhada no link http://www.greenmap.org/greenhouse/en/news/press